Início > música e oralidade, sessão 4, [3] comunicações orais > As performances de trova galponeira em situações distintas: A roda de trova e os concursos

As performances de trova galponeira em situações distintas: A roda de trova e os concursos

28/01/2010

Gisela Reis Biancalana
mestre em artes
Universidade Federal de Santa Maria

resumo O foco deste estudo foi uma manifestação artístico-cultural popular: a trova galponeira praticada no Rio Grande do Sul. A investigação destes acontecimentos performáticos, voltou-se para as diferenças observadas nas duas situações encontradas em pesquisa de campo: a roda de trova e os eventos competitivos. A Trova é uma poesia cantada no improviso. Suas performances são realizadas em desafio por dois ou mais trovadores e acompanhadas por músicos que tocam o acordeom. A roda de trova acontece a partir de formações espontâneas de trovadores, em acontecimentos festivos, ou em reuniões de amigos e familiares. Aqui as performances não têm tempo delimitado podendo estender-se por horas. O assunto vai tomando consistência até esgotar um dos desafiantes que propõe o verso de despedida, completado pelo adversário. Estas performances são marcadas pela alegria e liberdade de expressão. Existem também os eventos competitivos que possuem regras gerando cobranças de pontos. Estas performances, além de premiar financeiramente os vencedores, dotam-nos de status social perante o grupo. Elas são cobertas pela pressão dos jurados e dos adversários, o que provoca uma forte expectativa de acerto nos praticantes. Esta expectativa fomenta o esforço em busca da qualidade na elaboração da estrutura poética, bem como, na abordagem dos conteúdos. Assim, ao analisar suas performances notou-se que a trova gaúcha possui qualidades peculiares em cada uma das duas situações encontradas em campo.

trabalho completo [clique aqui]

%d bloggers like this: