Início > festa e manifestações populares, sessão 6, [3] comunicações orais > Nação do Maracatu Porto Rico: um estudo do carnaval como “drama social”

Nação do Maracatu Porto Rico: um estudo do carnaval como “drama social”

28/01/2010

Anna Beatriz Zanine Koslinski
mestranda em antropologia
Universidade Federal de Pernambuco

 

resumo O estudo da categoria de “performance” na antropologia teve seu início nas décadas de 60 e 70 numa parceria de estudos de Richard Schechner e Victor Turner que se tornou conhecido por seus estudos acerca de rituais. Ainda no início de sua obra Turner passa a utilizar o conceito de “drama social” como método de análise de certos eventos pois ele acreditava que a forma pelas quais as pessoas interagiam e as conseqüências de sua interação eram “dramáticas”. O presente artigo tem por objetivo analisar o período do carnaval como sendo um “drama social” para um maracatu-nação de Recife, no caso a Nação Porto Rico. Durante o carnaval desta cidade, diversas nações de maracatu competem através de um desfile pelo título de campeã do carnaval. Nesta competição diversos valores e aspectos culturais dos grupos são revelados através de um rico simbolismo. Deste modo utilizaremos os métodos de análise elaborados por Turner para entender a configuração deste “drama social”. Para isso levaremos em consideração as categorias de ritual, visto que os mesmos emergem de “dramas sociais”, communitas, configuração específica de interação social recorrente dentro de rituais, e performance, já que “dramas sociais” se tratam de “performances culturais”.

 trabalho completo [clique aqui]

%d bloggers like this: