Início > artes do espetáculo, sessão 4, [3] comunicações orais > O amor e a donzela no Teatro da Crueldade da Demanda do Santo Graal

O amor e a donzela no Teatro da Crueldade da Demanda do Santo Graal

28/01/2010

Maria Cristina Brito
doutora em letras [literatura comparada]
Departamento de Interpretação | Escola de Teatro | UNIRIO

resumo O estudo de “O amor e a donzela no Teatro da Crueldade da Demanda do Santo Graal” trata-se de uma pesquisa teórica e cênica desenvolvida no universo da novela de cavalaria do ciclo arturiano “A Demanda do Santo Graal”, que tem como objetivo o desvelamento da atualização desta obra, tendo em vista a teatralidade nela presente. Nesta perspectiva, partimos do conceito de teatralidade concebido por Antonin Artaud em sua poética “O Tetro e seu duplo”, onde através do mito do duplo, buscamos chegar ao teatro da crueldade concebido por Artaud e que se encena na novela arturiana. Para nossos estudos foi privilegiado um episodio da novela que trata do surgimento do amor na alma feminina, na filha do rei Brutos. Apaixonada por Galaaz, o cavaleiro perfeito, assinalado para encontrar o Graal, a filha do rei se divide no conflito de guardar esse amor para si mesma ou tentar realizá-lo revelando-o para o ser amado. Neste embate a flha do rei contracena com duplos de sua personalidade que se atualizam em personagens reveladores da mentalidade do contexto medieval em que está inserida, como a sua ama, com os valores do reino, e Galaaz, o seu objeto amoroso, com os valores da cavalaria. Nesse contexto a sua demanda de amor se confunde com a demanda do Graal fazendo do mito do duplo, a essencia da sua busca revelada no sentimento amoroso.

trabalho completo [clique aqui]

 

%d bloggers like this: