Arquivo

Archive for the ‘festa e manifestações populares’ Category

Festas amazônicas e portuguesas em meio urbano: jogo e segredo

Sérgio Ivan Gil Braga
Universidade Federal do Amazonas [UFAM]

resumo A abordagem que estamos propondo neste texto refere-se a festas religiosas e populares promovidas em meio urbano nas seguintes cidades da Amazônia: Parintins, Estado do Amazonas, festival de Pastorinhas; Itacoatiara, Estado do Amazonas, festa do Divino Espírito Santo do bairro da Colônia; Alter do Chão, Estado do Pará, festival do Sairé; e Macapá, Estado do Amapá, Marabaixo à época do Divino Espírito Santo. Em Portugal tomamos como comparação e análise com as festas da Amazônia, outras cidades e respectivos eventos: Lisboa, festa de Santo Antônio, em especial o desfile das Marchas na avenida Liberdade, procissão e arraial no bairro da Alfama; Porto, festa de São João; Vila Nova de Gaia, festa de São João; e Ilha Terceira, Açores, festa do Divino Espírito Santo. Todas estas festas, com exceção das Pastorinhas, que estaria circunscrita ao ciclo de reis, estão relacionadas a Pentecostes (ciclo do Divino Espírito Santo) e ao ciclo junino que na Amazônia e no hemisfério norte europeu correspondem ao solstício de verão. As dimensões antropológicas do jogo e do segredo, percebidas enquanto relações jocosas são enfatizadas neste texto com base em Radcliffe-Brown (1973), Turner (1980; 1988) e Richard Schechner (2000).

trabalho completo

A Sociologia Dança: Um experimento em samba de gafieira

14/03/2010 Comentários desativados

João Gabriel L. C. Teixeira
Laboratório Transdisciplinar em Estudos da Performance [Transe]
Departamento de Sociologia
Universidade de Brasília

resumo Artificação em samba de gafieira, realizada com alunos de graduação em ciências sociais na Universidade de Brasília. Uma brincadeira de salão evocando o retorno de uma atuação malandra no campo da comicidade e na alegria de viver. Quem canta seus males espanta. Quem dança a seus pares encanta. Um mexido no xumbrego, um mergulho na fantasia do chamego. Estudantina, Elite e Democráticos sejamos todos nós, transeuntes, transcendentes e transeiros. E Viva a Noite!

trabalho completo

Rivalidade e afeição: sobre homens e bois-bumbás

Maria Laura Cavalcanti
Universidade Federal do Rio de Janeiro [UFRJ]

resumo À luz de questões das teorias do ritual e com base em material etnográfico sobre o festival de Parintins/Amazonas, o trabalho explora a análise das emoções e afeições em contextos festivos agonísticos que promovem intensas experiências corporais. Examinar-se-á em especial os processos de simbolização e as performances festivas compreendidos como contextos coletivos e padronizados de experiência e expressão de emoções, afeições e sentimentos, que vinculam intensamente grupos de pessoas a grupos de símbolos produzindo simultaneamente fortes sentimentos de rivalidade com grupos do mesmo tipo. O caso dos Bumbás de Parintins é visto como caso limite e exemplar da troca agonística nos circuitos da cultura popular, pois a competição ocorre apenas entre dois contendores exacerbando os sentimentos de identificação e de rivalidade.

trabalho completo