Arquivo

Posts Tagged ‘performances’

Folia e fé: performance e identidade nas festas de Santos Reis em João Pinheiro (MG)

28/01/2010 Comentários desativados

Maria Célia da Silva Gonçalves
doutoranda em sociologia
TRANSE | Universidade de Brasília

resumo Esse trabalho objetiva investigar como a Teatralidade e a Performance Ritual da Folia de Reis escrevem as memórias ligadas à religiosidade dos foliões do município de João Pinheiro-MG. Participar das Folias de Reis implica sair do cotidiano e viver o contexto da partilha, do encontro, por meio do ritual da festa. A performance dos foliões apresenta uma linguagem que faz surgir as mais diversas leituras e interpretações. A festa é um lugar de memória coletiva, em que a identidade de cada um se constrói/reconstrói intermediada pela arte popular. O corpo do folião é lúdico e também um corpo ritual, sacralizado, que sabe o valor da religiosidade repassada de geração a geração por meio da oralidade. A cada apresentação, esses conhecimentos são reinterpretados, (re)siginificados e, assim, preservam a memória coletiva e a tradição deste povo. O emprego das técnicas etnográficas se justifica por acreditar que o pesquisador deve mergulhar no universo pesquisado, buscando muito além do ver, ele deve vivenciar as práticas culturais de seus narradores.

 trabalho completo [clique aqui]

Anúncios

Identidade(s) em Performance nas Festas de Capela

28/01/2010 Comentários desativados

Márcia Chiamulera
mestranda em ciências sociais
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais | Universidade Federal de Santa Maria

resumo Este trabalho pretende apresentar e refletir sobre as performances produzidas em Festas de Capela, um tipo específico de festa que se apresenta no contexto rural da região da Quarta Colônia de Imigração Italiana no Rio Grande do Sul. A análise das performances dos organizadores, na situação específica de produção dos alimentos para a festa, será articulada, principalmente, sobre os referenciais de Richard Schechner, incorrendo à noção de comportamento restaurado. Neste sentido, busco indicar a relação que é estabelecida entre as performances produzidas e a identidade do grupo, uma identidade estratégica que é acionada na construção deste tipo de festa. Da percepção da identidade étnica italiana, compreendida como não única nem fixa, emergem elementos que reportam às relações sociais e culturais amparadas numa perspectiva histórica e nas memórias construídas sobre a imigração nesta região. Neste percurso, o corpo se torna um suporte desta cultura, o eixo pelo qual se apresentam as identidades em performance, em especial, a identidade étnica italiana no contexto das Festas de Capela.

trabalho completo [clique aqui]